Psicologia dos Eneatipos

Psicologia dos Eneatípos

Ao apresentar o Eneagrama da Personalidade como um grande aporte para o estudo das tipologias humanas, Cláudio Naranjo atualiza esse conhecimento milenar ao ressignificar o agir humano como uma atuação determinada por estratégias desenvolvidas na infância para obtenção de satisfação, reconhecimento e amor.

O Eneagrama é uma simbologia que revela um autoconhecimento transformador, ao mostrar o funcionamento da estrutura psíquica e a natureza da realidade nos domínios da espiritualidade humana inaugura um ethos,  fonte raiz  para  uma epifania do cuidar.

345344234

Amores e Vínculos

Somos seres “tricerebrado”, que a neurociência comprova em três etapas da evolução humana; o cérebro instintivo, reptiliano, uma inteligência arcaica; o cérebro límbico que regula as emoções, vinculado às relações materno-infantil e o cérebro propriamente humano racional, o neocórtex.  Por outro lado, somos sedentos de amor e todos os nossos problemas existências surgem daí, pois não percebemos que estamos lidando com as nossas manifestações egóicas, na dissociação de aspectos da mente representados por esses três centros: o instintivo, o emocional e o intelectual, dissociação que se manifesta, justamente, a partir do pensar, sentir e querer aqui integrados nos vínculos realizados pela teoria dos três amores, proposta por Cláudio Naranjo:  Éros, Ágape e Philia.

danca_interior_hom

Dança Interior

 A dança enquanto ação voluntária associada à visão formativa do corpo como processo oferece a possibilidade de que você seja mais consciente de si, mais você mesmo. Cada forma-movimento torna-se uma revelação, um re-encontro consigo.Os elementos da dança: movimento, gesto, tempo, espaço são utilizados como instrumentos para a experiência de um fazer e conversar lúdico e criativo, uma convivência de ações e emoções, um outro modo de viver na linguagem.A dança é também uma experiência ancestral que nos constitui. É uma prática do tornar-se humano de cada ser e nesse sentido afina-se e convive nesse trabalho com a prática formativa.

meditacao

Meditação: Budismo Dionisíaco

“Falar de um budismo dionisíaco poderia parecer contraditório quando se trata do espírito da tradição Theravada, mas se justifica em referencia a inclusão destas meditações clássicas em um contexto terapêutico que comporta uma visão teórica que, diferente de todas as escolas espirituais tradicionais, afirma a necessidade de desfazer-se do espírito repressivo, de reintegrar a vida instintiva, e de não confundir nosso ‘animal interior’ com as necessidades neuróticas resultantes de sua repressão crônica na cultural patriarcal.”  Cláudio Naranjo

FENOMENOLOGIA DAS EMOÇÕES
DANÇA INTERIOR