images-4

Psicologia dos Eneatípos

Ao apresentar o Eneagrama da personalidade como um grande aporte para o estudo das tipologias humanas, Cláudio atualiza esse conhecimento milenar ao ressignificar o agir humano como uma atuação determinada por estratégias desenvolvidas na infância para obtenção de satisfação, reconhecimento e amor.

O Eneagrama é uma simbologia que revela um autoconhecimento transformador, ao mostrar o funcionamento da estrutura psíquica e a natureza da realidade nos domínios da espiritualidade humana inaugura um ethos,  fonte raiz  para  uma epifania do cuidar.

meditacao

Meditação: Budismo Dionisíaco

“Falar de um budismo dionisíaco poderia parecer contraditório quando se trata do espírito da tradição Theravada, mas se justifica em referencia a inclusão destas meditações clássicas em um contexto terapêutico que comporta uma visão teórica que, diferente de todas as escolas espirituais tradicionais, afirma a necessidade de desfazer-se do espírito repressivo, de reintegrar a vida instintiva, e de não confundir nosso ‘animal interior’ com as necessidades neuróticas resultantes de sua repressão crônica na cultural patriarcal.”  Cláudio Naranjo

cinema_eneagrama

Cinema e Eneagrama

 O propósito inicial desses encontros é a reflexão,  uma pre-compreensão da natureza ilusória da alma humana, que determina a nossa maneira de ver o mundo.   O Eneagrama da personalidade representa nove  aspectos do agir humano, que refletem um comportamento condicionado e infantil.  E, que revelam as desordens da personalidade ou caráter não apenas como um conflito nuclear dentro da pessoa, mas uma deformação de toda a personalidade. A meta é o autoconhecimento, sob o famoso preceito socrático, gnôti seautón, “conhece-te a ti mesmo”, aqui revelados em personagens do cinema.

345344234

Amores e Vínculos

Segue caminhos que integram à via do amor  à própria constituição do cérebro, uma inter-relação dos fenômenos psicofísicos que emergem daí no desenvolvimento do  agir humano. Em sintonia com as antigas tradições nos reenvia ao logos grego, às práticas espirituais asiáticas, em especial o budismo, e ao pensamento  inaugural da fenomenologia. Ao dispor o pensar o sentir e o querer como constituintes originários da alma humana, realiza  uma dinâmica existencial trinitária, uma síntese, que a partir da ideia dos três amores, proposta por Cláudio Naranjo, corresponderiam a esses aspectos da mente através de eros, ágape e philia.

FENOMENOLOGIA DAS EMOÇÕES
DANÇA INTERIOR